• Ana Pinto

3 Erros Comuns [e Soluções] nas Práticas de Yoga



Quando damos início à nossa jornada no Yoga, tudo é uma novidade. A forma como a aula é conduzida, as posturas e a importância da nossa respiração no movimento. Apesar do começo ser por vezes desafiante de assimilar, a verdade é que mesmo para pessoas com alguma regularidade nas práticas, existem alguns erros que podem impedir uma prática fluída ou de desenvolvimento e evolução pessoal.


Partilho por isso convosco, alguns dos erros mais comuns e possíveis soluções:



Erro n.º1 - Saltar transições entre Asanas (posturas)


Em modalidades como o Hatha Yoga Funcional, existe uma série de transições entre posturas, para que possamos estar sempre em movimento. Existe por isso um cuidado por parte dos professores, em dar os alinhamentos da forma mais correta e compreensível possível, de forma a que os alunos possam entender a forma de chegar e realizar uma dada postura.


Consequências:

  • Risco de Lesão

  • Perda dos benefícios das transições (tão importantes e benéficas são as posturas como a forma das alcançar)



“A pressa é nossa inimiga.
Não queiras antecipar uma postura.
Não queiras antecipar a vida.
Aprecia a beleza do caminho ser feito em pequenos passos.”


Soluções:

  • Cumprir os alinhamentos que são dados pelo professor (as aulas são pensadas e estruturadas com um propósito).

  • Quando sentirem que querem ser mais rápidos do que a prática em si, lembrem-se que o propósito é deixarem-se guiar, sem necessidade de controlo ou julgamento.



Erro n.º2 - Não praticar com regularidade


Não há outra forma de sermos bons em alguma coisa ou termos a capacidade de desfrutar das nossas atividades, se não as fizermos com regularidade. Isto serve para qualquer atividade ou tarefa que queiramos desempenhar na nossa vida.


Consequências:

  • Cada vez que retomarmos a nossa prática de Yoga vamos estar em esforço, por não trabalharmos passo a passo a nossa resistência física e mental.

  • Não há evolução, pois regressamos sempre ao mesmo ponto de partida.

  • Não existindo uma evolução, a desmotivação invade a nossa mente, e é meio caminho andado para desistir.



“A falta de regularidade, e consequentemente a pouca evolução que isso nos dá, aumenta a desmotivação por qualquer tarefa a que nos propomos. Pouca motivação leva-nos a desistir. E desistir das coisas que gostamos é triste, pois acabamos por não ter nada que nos complemente e alimente a felicidade interior, que é tão importante.”


Soluções:

  • Consistência! Pequenos Passos. Grandes Mudanças.

  • Fixar na agenda semanal horas para praticar.

  • Ter coragem de aceitar o Compromisso connosco próprios e com a nossa prática. (tão importante é dedicar tempo ao trabalho e à família, como a nós próprios.)

  • Checklists com atividades diárias.


(exemplo da minha checklist diária)



Erro n.º3 - Comer em cima da hora da prática


Sendo algo tão físico como a prática de Asanas, a alimentação torna-se fundamental, pois é aquilo que nos nutre e nos permite manter o nosso corpo saudável e funcional. Para alguns alunos pode ser bom não comer de todo antes da prática, para outros pode tornar-se imprescindível fazê-lo. O importante é ter em conta o espaçamento entre a refeição e a prática.


Consequências:

  • Má Disposição! No Hatha Yoga Funcional existem muitas posturas de cabeça para baixo. No Yin Yoga mantemos durante longos minutos o tronco tombado para a frente, podendo causar alguma pressão no estômago se este estiver cheio.

  • Corpo está a gastar energia na digestão. Se tivermos a necessidade de comer antes da prática, mas ficarmos demasiado cheios, o corpo vai estar focado em gastar energia na digestão.



“Cada corpo é um corpo. É importante conhecermos o nosso. Saber o que funciona para nós e para as nossas práticas é construir uma consciência profunda sobre quem somos. Física e Mentalmente.”


Soluções:

  • Comer e Beber 1 hora antes - se for uma refeição pesada (ex: sandes a acompanhar com leite ou café).

  • Comer e Beber 30 minutos antes - se for uma refeição leve (ex: uma peça de fruta, frutos secos)

  • Fixar na agenda horas para comer. Ajuda a equilibrar todo o nosso dia e permite estarmos prontos para as nossas práticas, sem correr riscos.

40 visualizações